Nextios - Blog

Database Activity Monitoring: saiba o que é e como funciona

Database Activity Monitoring (DAM) — ou monitoramento de atividades do banco de dados — é um conjunto de ferramentas utilizadas para identificar possíveis fraudes, potenciais ilegalidades ou outros comportamentos indesejados na gestão de ambiente de tecnologia da informação (TI). Por meio de análises básicas e contínuas, o DAM atua com mínimo impacto nas operações, garantindo dessa forma que a produtividade não seja afetada.

Como um importante aliado na análise de vulnerabilidades na gestão de dados e processos, o Database Activity Monitoring vem se mostrando cada vez mais essencial para a segurança das informações.

Neste contexto, as ferramentas de monitoramento de atividades do banco de dados são um diferencial que reforça a importância de monitorar o ambiente da empresa.

Ficou interessado? Confira neste texto como o DAM realiza o controle de comportamentos impróprios. Ao fim, explicaremos o que fazer para implementá-lo na sua empresa.

O que é Database Activity Monitoring?

O processo de observar, identificar e reportar as atividades do banco de dados é chamado de Database Activity Monitoring. Por meio de ferramentas, o DAM faz com que seja possível monitorar e gravar eventos em tempo real, permitindo que sejam fornecidos alertas relativos a violações no sistema. Os processos são muito importantes para proteger a empresa e o centro de dados de ataques cibernéticos e outros tipos de invasões.

Como funciona o DAM?

O monitoramento acontece por meio da combinação de uma série de técnicas e ferramentas, com a ajuda de sniffers de rede, leitura de logs de auditoria do banco de dados, entre outros, que oferecem a correlação entre as atividades que ocorrem no banco de dados.

Por isso, as ferramentas do DAM, como explicado anteriormente, permitem a identificação de ataques e a medição do nível de ameaças. Em alguns casos, o Database Activity Monitoring pode até mesmo reconstruir a base de dados e realizar uma restauração para um ambiente prévio e mais seguro.

Manter os dados em segurança é um ponto indiscutível quando o assunto é monitoramento da base da dados, mas existem algumas outras questões que merecem ser ressaltadas.

Quais as vantagens do monitoramento de atividades do banco de dados?

A segurança da base de dados é o ponto central para a aplicação de um DAM, mas essa vantagem se desdobra em outras. São elas:

  • gerar alertas assim que qualquer política de violação é detectada;
  • determinar níveis de proteção e compliance definindo controles de prevenção e monitoramento;
  • entregar uma visão ampla das permissões de cada colaborador ou de um grupo;
  • detectar anomalias e padrões, sejam eles contra a política de segurança ou não.

Dessa forma, o DAM contribui para o cumprimento de normas de compliance e conformidade regulamentar. Alguns exemplos são:

  • Certificação Payment Card Industry Data Security Standard (PCI DSS);
  • Health Insurance Portability and Accountability Act (HIPAA);
  • Sarbanes-Oxley Act (SOX);
  • NIST 800-53

Em algumas soluções, o Database Activity Monitoring pode estar atrelado a alertas por e-mail, entre outras notificações que contribuem para a otimização da segurança de dados da empresa.

Essas são algumas das razões pelas quais é importante implementar um monitor de atividades do banco de dados. A seguir, você vai entender como isso pode ser feito.

Como implementar o DAM na sua empresa?

Existem algumas opções de Database Activity Monitoring disponíveis. O ideal é rastrear e identificar qual delas mais se adéqua às necessidades da sua empresa.

A partir disso, alguns passos devem ser seguidos.

Estruture uma equipe para a seleção da ferramenta DAM

Quem serão as pessoas responsáveis por gerenciar a solução? Este é o primeiro ponto. As equipes de compliance, auditoria e riscos devem participar. Da mesma forma, profissionais envolvidos diretamente na administração do banco de dados também devem estar inclusos.

Escolha quais sistemas serão protegidos com a ajuda do DAM

Faça ações de classificação para mapear possíveis riscos e as plataformas que devem ser priorizadas pelo DAM. Comece pelas que serão a referência para ações posteriores.

Avalie quais serão os pré-requisitos de proteção

O DAM tem distintas funções e pode ser utilizado tanto para o monitoramento quanto para o controle preventivo. Dessa forma, a partir dos ambientes que foram analisados, escolha como será a abordagem em cada um deles.

Crie os fluxos de trabalho

O resultado do acompanhamento deverá ser compilado em relatórios e outros documentos de gerenciamento. Por isso, construa esse fluxo de trabalho, assim como os tópicos e requisitos do relatório.

Com a melhor ferramenta DAM escolhida e implementada na sua empresa, chega a hora de saber como será a política de gestão de crise e remediação para possíveis ataques ou invasões. Essa ação é básica antes de implementar novas tecnologias na empresa.

Por ser uma solução muito valiosa e que contribui ativamente para a segurança da informação em sistemas sensíveis, é importante que todo o processo aconteça de forma minimamente sensível.

Database Activity Monitoring não é uma tecnologia nova, muito pelo contrário — já é utilizada por bem mais de uma década com muito sucesso, oferecendo alertas de riscos e relatórios de atividade customizados a partir de configurações prévias.

Com isso, assim que a violação é identificada, já que os avisos são lançados em tempo real, pode ser tomada alguma ação de correção imediata. Isso reduz os dados e fortalece a segurança da base da dados.

Enfim, o monitoramento de atividades da base da dados é uma importante tecnologia para monitorar ambientes sensíveis de ataques cibernéticos. Para a empresa, é uma parte crucial de segurança e para o compliance.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *