Nextios - Blog

Infraestrutura hiperconvergente em TI: o que é e quais suas vantagens?

A hiperconvergência é uma estrutura de TI que une processamento, armazenamento e virtualização em apenas um sistema, com o objetivo de reduzir a complexidade do data center e ampliar a escalabilidade. Do inglês Hyper Converged Infrastructure (HCI), essa estrutura é uma evolução das arquiteturas tradicionais de data center de três camadas, além de apresentar vários benefícios.

O que é uma infraestrutura hiperconvergente em TI?

Pode-se dizer que o termo infraestrutura hiperconvergente é um avanço da tecnologia da informação no que diz respeito à arquitetura, a fim de criar uma melhor gestão, escalabilidade para lidar com as grandes massas de informações e desempenho otimizado.

Esse modelo, quando utilizado em um data center, é capaz de aumentar a performance de maneira significativa dos processos da empresa, tanto em termos de análise de dados quanto no desenvolvimento de relatórios e geração de insights.

Essa demanda por eficiência é fruto de locais de TI cada vez mais saturados com a coleta de dados sem um bom planejamento quanto à escalabilidade, um dos principais pontos da hiperconvergência.

Desse modo, uma infraestrutura hiperconvergente é uma organização de TI que faz uso da computação em rede, utilizando novos modelos de armazenamento e sistemas eficazes para diminuir a complexidade de um data center e, desse modo, alcançar melhores resultados.

Quais as diferenças entre estruturas tradicionais e convergentes?

A estrutura hiperconvergente acrescenta níveis mais profundos de abstração e maior automação. Já a infraestrutura tradicional apresenta um pacote pré-configurado de software e hardware em apenas um sistema para gerenciamento sintetizado. Com uma infraestrutura convergente, os itens de computação, armazenamento e rede são específicos e podem ser separados.

Na área da hiperconvergência, os itens não podem ser separados. Os elementos estabelecidos por software são implementados de modo virtual, com integração eficaz no ambiente de hipervisor. Isso faz com que as organizações consigam aumentar facilmente a capacidade, por meio da implementação de módulos adicionais.

Como funciona a hiperconvergência?

O funcionamento desse tipo de estrutura é bastante complexo, mas é possível reduzir essa complexidade ao dizer que se trata de um sistema que unifica a tecnologia de Software Defined Storage com sistemas de virtualização.

Dessa maneira, existe um sistema único que virtualiza todos os mecanismos de computação e redes, substituindo uma infraestrutura física, como memória, CPU, interfaces de rede etc. A partir disso, é possível criar diversos grupos, que entregam um sistema completo para processamento e armazenamento de informações. Assim, isso se torna uma infraestrutura bastante simples, flexível e escalável.

Onde a hiperconvergência pode ser utilizada?

Os sistemas de hiperconvergência foram criados no começo para a infraestrutura de desktop virtual (VDI) e outras aplicações de uso geral com requisitos de recursos logicamente previsíveis. Ao longo do tempo, eles se tornaram recursos especializados para VDI, aplicativos corporativos, bancos de dados e nuvem privada.

Alguns benefícios interessantes fizeram com que a HCI se tornasse bastante atraente para variadas aplicações. Uma delas é a conhecida capacidade de dimensionar, de modo independente, processamento em escala e armazenamento, utilizando, para isso, um modelo desagregado.

Nos dias de hoje, começa a surgir um maior entendimento da proposta de valor da HCI, notadamente para empresas menores que não necessitam de uma infraestrutura de data center em grande escala, mas que desejam manter algum controle sobre seus ambientes.

Quais as suas vantagens?

São diversas as vantagens de utilizar esse modelo de infraestrutura em seu negócio. Confira algumas delas a seguir!

Melhor segurança e controle

Em um local de hiperconvergência, as rotinas de backup e recuperação podem ser concretizadas de modo bem mais simples e rápido, garantindo, dessa forma, a continuidade dos negócios se houver algum caso de perda de dados.

Diminuição de custos

Comparada com uma infraestrutura tradicional, a hiperconvergência apresenta uma economia maior, visto que elimina a demanda por grandes investimentos iniciais na aquisição de equipamentos e soluções para a montagem de um data center.

Além do mais, já que toda a inteligência fica no software responsável pelo gerenciamento de virtualização, o hardware usado pode ser de custo menor, reduzindo, assim, os investimentos.

Facilidade de automação

Como se torna mais fácil a gestão e emulação do ambiente de TI, é bem mais simples criar rotinas automatizadas, já que não existe necessidade de lidar com diversos equipamentos e configurações variadas.

Ganho de desempenho

Com a elasticidade das soluções baseadas na hiperconvergência, é possível dispor de mais ou menos recursos conforme a demanda da ocasião, o que garante muito mais desempenho para todo o sistema.

Em qual momento sua empresa está?

Novos avanços surgem constantemente no dia a dia do mundo empresarial. Empresas e usuários estão mais dinâmicos e a área de TI deve acompanhar isso, disponibilizando serviços confiáveis, ajustáveis e de simples administração.

Desse modo, para garantir resultados satisfatórios, os profissionais de TI devem consumir o mínimo de tempo possível na administração de ambientes e ativos e direcionar ao que realmente é importante para alcançar bons resultados: a satisfação do usuário final.

Com o uso de uma infraestrutura hiperconvergente, isso acaba se tornando uma realidade, uma vez que seu uso aperfeiçoa todo o negócio por meio da automatização do seu data center, além de apresentar implementação simplificada, maior disponibilidade dos serviços e ampliação da escalabilidade.

E aí, gostou deste post? Curta nossa página no Linkedin e fique por dentro de outros assuntos como este!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *